Violação de correspondência

setembro 21, 2015

“Acho engraçado e bonito o jeito como as coisas mais insignificantes e bestas ganham uma importância absurda nas lembranças […] Mas eu acho que você me amou mesmo, para valer. Não de um jeito qualquer. Acho que você me amou como se fosse a única coisa a ser feita. Desculpa ter te dado tanto trabalho. Sabe, eu acho que as pessoas são muito jovens, mas a gente é velho. Acho que a gente amou como duas árvores. Com um sentimento um pouco ancestral, não sei explicar”

Anúncios