De Assalto

dezembro 12, 2012

De repente no meio da noite

O pensamento aterrador que me tira o sono

E já fazem tantos anos.

Tenho esse sentimento duro de rejeição

Todo o amor do mundo

De um tempo em que pensar nos seu beijo me bastava

(feio assim, mas é verdade)

No seu cheiro de cigarros de morango

E no gosto de absinto que escorria dos meus olhos

– traidores –

no fim da noite

(não te como mais em pastilhas, que é pra não fazer doer)

Mas já fazem tantos anos.

Me doeu essa vontade de te escrever uma poesia

Que atravesse os oceanos

Enquanto eu me pergunto por quê

se já fazem tantos anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: