Das mudanças

abril 11, 2010

Havia acordado soterrada pelas impressões do passado. Havia dedicado a manhã a redescobrir as músicas que foram suas favoritas na adolescência. Ainda soavam bem. Um pouco infantis, talvez, e carregadas da década na qual haviam surgido. Bem ainda assim. A estranha sensação de algo do passado ainda lhe aprazer a acompanhou durante todo o dia e impôs um peso considerável, o peso do tempo, quem sabe. Ou o peso de saber que ainda havia em si algo daquilo que um dia fora. A idéia não lhe agradava. Não havia arrependimento no que havia sido, mas agora já não possuía mais a leveza da superação. Não era possível superar-se por inteiro, constatou com um leve pesar.

Anúncios

2 Respostas to “Das mudanças”

  1. Carina said

    Lindo, Patrícia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: