Silêncios

julho 7, 2009

Muito pouco para dizer. Muito por sentir. Dentro de mim as palavras embotaram, empelotaram, massa que desandou. A vida já foi melhor, antes da massa se grudar nas paredes do estômago, das vísceras, e só sobrar esse engasgo de mim dentro de mim mesma. Será preciso deixar de molho ou, que sabe, mais drasticamente, ingerir algum corrosivo, copo grande e cheio de remédio que, mesmo quando mata, melhora.

Anúncios

4 Respostas to “Silêncios”

  1. Filipe said

    Mas sempre fica um pouquinho de resíduo na gente. É tudo tão sintético que nem remédio natural funciona direito.

  2. patricianardelli said

    E no fim das contas isso deve ser bom.

  3. Bianca said

    Agora arrumei seu end. lá no meu blog. desculpa a demora 🙂

  4. patricianardelli said

    Gracias, bisca.=]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: